NOTÍCIAS


China intensifica censura tecnológica com proibição do ChatGPT

[ad_1]

O ChatGPT é um dos assuntos mais comentados nos últimos meses. A diversidade de informações que essa ferramenta oferece é grande. Muitas empresas pelo mundo já adaptaram o chatbot aos seus negócios, investindo, assim, em mais produtividade.

Como exemplo, temos a Microsoft, que implantou o ChatGPT em seu navegador Bing. Dessa forma, Bill Gates pretende alavancar a marca ainda mais.

Outras empresas, como a brasileira Vivo, já estão implementando uma inteligência artificial com base no ChatGPT para atender melhor ao público.

Nem todo mundo…

Mas, a exemplo da China, não são todos os países que estão querendo implantar as utilidades da ferramenta. A China não quer saber de pessoas usando o ChatGPT em seu território. Mas antes de falarmos sobre a decisão, é necessário que entendamos alguns fatores a respeito desse país.

A China é uma república socialista de partido único, com o Partido Comunista da China como o partido político legalmente permitido. Por sua vez, ele controla todos os aspectos do governo e da sociedade na China, incluindo a mídia, a economia e as forças armadas.

Além disso, tem forte controle sobre a vida política dos cidadãos chineses e exerce uma ampla gama de restrições em suas atividades políticas e sociais.

E foi nos últimos dias de fevereiro que um jornal do Japão publicou uma matéria com o assunto: China proíbe o uso do ChatGPT em seu território. Para muitos, não resta dúvida sobre qual o motivo dessa proibição.

O jornal Nikkei Asia comentou que essas restrições relacionadas ao chatbot são devidas ao temor que o Partido Comunista possui das respostas que a ferramenta poderia dar.

Isso significa que todas as informações pesquisadas não passariam pelo órgão fiscalizador do partido. Logo, o governo tomou a atitude de bloquear de vez o site em seu país.

Ainda, vale lembrar que oficialmente a OpenIA, dona do ChatGPT, não realizou o lançamento da ferramenta no país chinês, mas algumas pessoas estavam acessando o site por meio de VPNs.

Outro motivo apresentado pelo país está relacionado a interesses políticos entre Estados Unidos e a China. Um jornal chinês fez a seguinte declaração:

“O site poderia ajudar o governo dos EUA em sua disseminação de desinformação e manipulação de narrativas globais para seu próprios interesses geopolíticos.”

Não só para o ChatGPT, mas outras restrições devem ser aplicadas se houver projetos para a criação da própria inteligência artificial no país.


[ad_2]
Fonte: G1


06/03/2023 – Web Rádio TOP

COMPARTILHE

@WEBRADIOTOPWM

(14) 98134-9663

[email protected]
Copyright © Web Rádio TOP – WMVOZ