NOTÍCIAS


guia completo para criar e gerenciar seu negócio digital com sucesso

[ad_1]

Trabalhar em casa, o famoso Home Office, é o sonho de muita gente e o mercado de e-commerce é um dos melhores para quem quer montar o seu próprio negócio do conforto do seu lar. Neste artigo você vai conferir tudo preciso para criar e gerenciar uma loja digital e ter sucesso online!

Inicie seu e-commerce: guia completo para criar e gerenciar seu negócio digital com sucesso - Imagem: Zyro on Unsplash
Inicie seu e-commerce: guia completo para criar e gerenciar seu negócio digital com sucesso – Imagem: Zyro on Unsplash

O que é e-commerce?

E-commerce, ou comércio eletrônico, é o termo usado para se referir a negócios que operam digitalmente. Sua principal função é vender produtos e serviços (para simplificar, a partir daqui iremos nos referir aos dois como “produtos”), exatamente como uma loja física, mas pela internet.

Nesse modelo, todas as etapas das transações são realizadas online. O cliente geralmente escolhe o que quer comprar em um site ou aplicativo e lá mesmo realiza o pagamento. A loja então fica responsável pela logística para fazer com que o produto chegue às mãos do cliente.

Esse modelo de negócios proporciona bastante flexibilidade. Em casos de lojas que não trabalham com produtos físicos, é possível até ignorar completamente o uso de um espaço de trabalho — escritórios, armazéns, etc.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Consequentemente, os custos associados com eles também são descartados — aluguel, pessoal de limpeza, energia e outros —, fazendo do e-commerce um negócio relativamente barato para começar.

O que é necessário para criar um e-commerce?

Inicie seu e-commerce: guia completo para criar e gerenciar seu negócio digital com sucesso - Imagem: Igor Miske on Unsplash
Imagem: Igor Miske on Unsplash

Para criar um e-commerce você deve seguir basicamente os mesmos passos de uma loja física, mas tem algumas diferenças importantes que é bom considerar. Confira abaixo tudo necessário para montar sua loja digital de sucesso!

1. Escolher um nicho

Como qualquer outro projeto, ao começar um negócio você tem que primeiro decidir sua área de atuação. Se você ainda não tiver uma, é bom pesquisar um pouco para encontrar o tipo de e-commerce que quer fazer. O mais comum é o modelo no qual você vende produtos físicos e/ou digitais.

Nesse momento, você já deve decidir também o que vender e pesquisar sua disponibilidade — fornecedores, preços, estatísticas de venda, etc.

Existem diversas lojas online que se especializam na venda de um único produto ou marca, mas diversificar, desde que dentro do nicho escolhido, pode trazer mais oportunidades de negócios.

2. Público-alvo

Esse passo poderia ser incluído com o nicho, mas ele merece uma atenção especial. Com a escolha do produto, você deve decidir para quem vai vendê-lo. Esse passo é importante, pois é daí que vão sair informações de estratégias que você pode utilizar e outras ideias para a sua marca.

Você precisa fazer com que sua loja chegue até o cliente, então dependendo do perfil dele e do que ele faz na internet, você vai ser obrigado a trabalhar em certas redes sociais e até mesmo a identidade visual do seu negócio — nome, logos, cores, layout de sites, ativos digitais como pôsteres, entre outros.

É importante que você adquira um domínio (um endereço de site) com o nome do seu negócio. Caso o domínio já tenha sido comprado por alguém, essa é a hora de considerar outro nome e o Google Domains é um bom lugar para isso!

google domains
Imagem: Reprodução / Google

3. Planejamento

Agora que você já tem todas essas informações, é hora de planejar a estrutura do seu e-commerce. Além de pensar em questões de logística, também é bom ficar de olho em questões legais. As mais importantes são se já tem alguém usando o nome que você escolheu e se tem alguma lei onde você mora que vai impactar no funcionamento da sua loja.

Nessa parte, talvez seja melhor acionar um advogado e um consultor de negócios, mas em projetos menores de e-commerce isso pode não ser necessário.

Também é bom já ir definindo as políticas e termos de serviço que o seu e-commerce e os seus clientes vão ter que seguir. Políticas de trocas, devoluções, reembolsos e prazos de entrega devem ficar claros para não haver inconveniências mais tarde e não manchar seu relacionamento com os clientes.

4. Escolha da plataforma e criação do site

E é chegada a hora de finalmente criar a loja. Assim como você sai procurando prédios para começar uma loja física, no e-commerce você vai pesquisar plataformas online onde o site vai ficar.

Imagem: Reprodução / Shopify

Entre as mais comuns estão plataformas como Shopify, Squarespace e WooCommerce. Enquanto as duas primeiras são bem intuitivas, a última vai exigir um pouco mais de você, já que é necessário ter um site WordPress e um pouco de conhecimento técnico.

Se você planeja escalar seu negócio, contratar um desenvolvedor e criar um site do zero pode ser uma opção melhor para você. Desenvolver sua própria plataforma vai te dar mais opções de personalização, embora saia bem mais caro. Sua escolha aqui também vai influenciar suas opções de hosting.

5. Toques finais

Tudo que resta agora é implementar os recursos que você vai querer em sua loja. Obviamente, todo e-commerce precisa ter um sistema de pagamento online. Você pode usar o nativo da plataforma que você escolheu, caso ela tenha, ou implementar você mesmo uma, como o PayPal ou o Stripe.

Também é possível adicionar recursos extras como rastreamento de encomendas, integração com redes sociais para compartilhamento de links de produtos, etc.

Por fim, você deve verificar coisas como tema do website e navegabilidade, tanto na versão para desktop quanto para smartphones e outros dispositivos. É bom ter em mente que os usuários não vão querer acessar uma página mal construída, assim como eles não entrariam em uma loja com um prédio caindo aos pedaços.

Dicas extras para ter um e-commerce de sucesso

Agora que você já tem um e-commerce funcionando e seu público pode encontrar e comprar seus produtos, é hora de descansar, ou não. Ter um e-commerce de sucesso vai muito além de uma plataforma funcional. A partir de agora você deve adotar diversas estratégias para aumentar suas vendas.

Imagem: Jason Goodman on Unsplash

Diferente de lojas físicas onde as pessoas passam vão começar a te conhecer só de andar pela rua, um e-commerce precisa de uma estratégia sólida de marketing para alcançar o público certo.

Essa é uma parte importante para qualquer negócio digital e vai exigir campanhas de anúncios e até criação e gerenciamento de perfis em redes sociais para se aproximar dos seus clientes.

Você pode usar ferramentas como o Google Ads ou anunciar diretamente em plataformas como o TikTok. Também é possível fazer promoções e sorteios nas redes sociais para que os próprios clientes façam a promoção da sua loja/produto.

Outro ponto extremamente importante é ficar de olho nos seus resultados e modificar suas estratégias conforme as necessidades!

Preciso de muito dinheiro para começar uma loja e-commerce?

Não, dependendo da plataforma que você escolheu e dos produtos que está tentando vender, seu e-commerce pode começar com custo zero!

Como maximizar minhas vendas no e-commerce?

Para ter sucesso com uma loja online é preciso usar boas estratégias de marketing digital e SEO (Motor de Otimização de Buscas) e oferecer uma boa experiência para o cliente, desde a navegação no site até a qualidade do produto.

Resumindo, e-commerce é uma ótima maneira de criar um negócio online e trabalhar home office. É preciso de um pouco de empenho, mas com perseverança, e seguindo o que foi ensinado nesse artigo, você pode criar uma loja de sucesso em pouco tempo.

Fontes: NerdWallet, Forbes, BigCommerce

O que você achou? Siga @bitmagazineoficial no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui


[ad_2]
Fonte: G1


25/01/2023 - Web Rádio TOP

COMPARTILHE

@WEBRADIOTOPWM

(14) 98134-9663

[email protected]
Copyright © Web Rádio TOP – WMVOZ