NOTÍCIAS


Você já imaginou conhecer um robô que cabe nos seus dedos?

[ad_1]

Você já imaginou como seria um robô-fada? Um robô que fosse totalmente automatizado e tecnológico, mas sem deixar de ser uma fada. Esse é o conceito do Aerorrobô Voador Baseado na Montagem de Materiais de Resposta Leve. A junção das suas inicias, em inglês, formam a palavra FAIRY que, traduzido para o português, significa fada.

Este robô-fada funciona em correspondência com a luz, além de ser o primeiro robô planador feito de materiais leves. A sua criação está totalmente voltada para a tentativa de diminuir a perda de polinizadores, que se faz um problema, atualmente, na natureza.

Ficou curioso com o robô-fada? Veja mais informações sobre esta criação.

Conheça melhor o FAIRY, mais conhecido como robô-fada

Sua principal função é a preservação da natureza. Ou seja, como dito anteriormente, é uma tentativa de diminuir a perda de polinizadores, que vem aumentando gradativamente com o passar do tempo na natureza. O robô mede 1,2 mg, de acordo com os seus criadores, além disso, o robô conta com luzes de LED.

Hao Zeng, microrroboticista, da Universidade de Tampere, na Finlândia, afirmou o seguinte:

“Parece ficção científica, mas os experimentos de prova de conceito incluídos em nossa pesquisa mostram que o robô que desenvolvemos fornece um passo importante em direção a aplicações realistas adequadas para a polinização artificial.”

Por conta de seu design e suas peças, o robô consegue flutuar de um modo mais fácil, além disso, ele possui a capacidade de criar seu próprio anel de vórtice, o que faz com que ele consiga percorrer longos percursos voando, por bastante tempo. Zeng ainda revela:

“Os experimentos de prova de conceito incluídos em nossa pesquisa mostram que o robô que desenvolvemos fornece um passo importante em direção a aplicações realistas adequadas para a polinização artificial.”

Os criadores do robô-fada acreditam que, com algumas melhorias, como o fato dele não precisar recarregar, podem fazer com que eles alcance novos limites, como viajar mais de 100 km sem parar, independente do clima em que esteja o ambiente. Zeng finaliza:

“Isso teria um enorme impacto na agricultura global, uma vez que a perda de polinizadores devido ao aquecimento global se tornou uma séria ameaça à biodiversidade e à produção de alimentos.”


[ad_2]
Fonte: G1


05/02/2023 – Web Rádio TOP

COMPARTILHE

@WEBRADIOTOPWM

(14) 98134-9663

[email protected]
Copyright © Web Rádio TOP – WMVOZ